top of page

Varejistas devem aproveitar o momento para realizar novas concorrências

Segundo a Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC & Logística), o diesel corresponde de 30% a 35% dos custos de transporte rodoviário de cargas no Brasil, impactando fortemente o faturamento das empresas no país. Por isso, é preciso que os varejistas aproveitem o momento e adotem estratégias eficazes para um bid eficiente.


Segundo Camila Affonso, sócia da Massimo Consulting e especialista em bens de consumo, as recentes quedas no preço do diesel nos últimos meses, somada à decisão do governo de manter a desoneração do combustível, representam uma grande oportunidade para o setor.


“Renegociar com os atuais fornecedores tem a vantagem de manter uma equipe experiente naquela operação, mas a desvantagem de quedas menos expressivas nos preços. Por outro lado, ao realizar um bid e atrair diversas empresas interessadas no contrato, o varejista pode conseguir custos mais competitivos. Neste caso, precisará implementar a mudança de fornecedor, estabilizar a operação e desenvolvê-la até alcançar o ponto ideal”, explica Camila Affonso.




Hozzászólások


bottom of page